Buscar
  • Universo GT

Saia da caixa

O ano era 2012, eu tinha uma carreira consolidada no banco Bradesco, comandava a mesa de ações no estado do Rio Grande do sul da corretora Bradesco BBI, posição em que cheguei depois de muito trabalho e persistência, aliás, lembre-se bem dessa palavra: Persistência. Porém no fim desse ano me despertou uma vontade, ir para o exterior de outra maneira, não apenas para visitar, mas sim experimentar uma experiência completa, viver de fato lá fora. Então no fim de 2012, busquei uma oportunidade para estudar no exterior, comecei a pesquisar lugares para residir, com o pensamento profissional, qual lugar eu teria mais oportunidades, um lugar em que eu poderia crescer profissionalmente e é claro, como pessoa, foi então que decidi ir para os Estados Unidos, mais precisamente, a cidade de Nova York, por conta de ser o grande centro da parte econômica mundial. Pesquisei então pelas Universidades, decidi pela New York University, uma das principais Universidades do mundo, um centro de excelência, que contêm profissionais incríveis, alguns até vencedores de prêmio Nobel. O curso escolhido foi o de Investment Banking, onde fiz uma série de testes para poder ser aprovado, e consegui, foi um momento muito feliz para mim pois fui o único aprovado da América Latina, na grande maioria dos aprovados estavam pessoas da Ásia e Estados unidos.


Enfim chegou o momento de conseguir, junto com o banco, a dispensa para realizar o curso. Confesso que não foi algo fácil, passei por uma série de etapas até conseguir, falei com diversos departamentos, várias pessoas, até encontrar certa sensibilidade e receber a liberação. A parte positiva de toda essa situação para alcançar a dispensa, é que entrei em contato com tantas pessoas, que acabei conhecendo alguns funcionários internamente no banco, e foram essas pessoas que me orientaram de uma possibilidade incrível, a de ter experiência de trabalho no escritório do banco em Nova York. Foi realmente um esforço e tanto para chegar até a liberação e a oportunidade de trabalhar no escritório do Bradesco nos Estados Unidos, pois o país tem diversas leis e normas para você estar naquele ambiente, e estar trabalhando em um banco internacional.


É aqui que entra a palavra que pedi para você memorizar: Persistência. Foi nessa meta de estudar fora do país, de expandir os meus horizontes, que mais tive que levar essa palavra comigo, para onde fosse. Ela estava comigo quando ocorria algum problema que talvez impedisse a minha ida e estava comigo quando surgia alguma questão que me impedisse de estar junto com os profissionais do Bradesco no escritório americano. Foi com persistência que consegui alcançar a minha meta, mas também com a ajuda do diálogo, de relacionamento e também da sensibilidade de entender o momento de dar um passo para trás e esperar, do momento de se impor e de agradecer a todos que me auxiliaram. Isso é algo vital, tenha persistência para alcançar o que deseja, mas também tenha sensibilidade e agradeça a todos que te auxiliaram.


Estive estudando pela Universidade de Nova York durante 1 ano, e foi algo incrível. Foi uma experiência que até hoje me agrega no Network e no conhecimento. E trabalhar no escritório do Bradesco nos Estados Unidos foi algo fantástico, conheci pessoas extremamente capacitadas, pessoas que conheciam um mercado muito evoluído e também tive com isso uma bagagem gigantesca. Quando você viaja, você está sempre atrás de angariar conhecimento, portanto essa experiência de vida que eu tive, foi realmente algo fenomenal. Mas você se lembra daquela palavra? Esteve comigo lá também, pois existiram sim, momentos difíceis, momentos em que me senti solitário, em que queria estar com pessoas próximas, mas tive que ter persistência, pois mesmo esses momentos difíceis, com certeza agregam experiência de uma forma positiva.


Então minha sugestão para você é: Saia da caixa. Tente se provar como pessoa, todos desafios têm seus momentos difíceis, mas no final, sempre vai valer a pena. Quando você olhar para trás e ver tudo o que conquistou, tudo o que aprendeu, tudo o que leva com você, vai perceber que tudo isso te deu a possibilidade de poder olhar para frente e se ver capaz de superar barreiras que antes você acreditava que não poderia. Saia da caixa, expanda seus horizontes, se desafie, e é claro, leve sempre com você uma coisa: Persistência.


Por Marcus Labarthe





131 visualizações